ELA

Quando eu dizia “eu te amo”

Ela aluava.

Olhos cheios,

Sorriso crescente,

A saudade minguando,

E nova, era a febre com que me vestia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *